Publicado em Entrevista autora Bruna.

ENTREVISTA COM A AUTORA BRUNA LONGOBUCCO

12802750_10208643045664046_2073356519532964614_n

Bruna é uma escritora mineira apaixonada por Literatura, com 12 anos de carreira e 13 livros publicados. É movida por vocação e paixão e nunca desistiu diante dos desafios do mercado editorial independente. O resultado valeu a pena! É casada, mãe de dois meninos, fã da natureza e dos animais. Adora gatos. Palavras-chave? Viver, amar, ler, escrever, lutar, buscar, realizar, superar, aprender e recomeçar. ❤

barrinhas-divisorias-77

1- Conte-nos um pouco da sua carreira como escritora.

A literatura sempre foi uma paixão em minha vida. Comecei a rabiscar meus primeiros versos entre oito e nove anos. Aos dez eu transformava meus cadernos em livros. Costumava escondê-los como se fossem diários, mas somente aos vinte anos decidi tirar meus textos da gaveta. Comecei publicando minhas poesias e depois os livros. Sou autora independente há 12 anos e já são 14 livros publicados. Apesar do preconceito que ainda existe em relação aos livros nacionais, principalmente dos nacionais independentes e ainda desconhecidos pela maioria do público, o que motiva são os leitores. Em todos esses anos o retorno de quem leu foi meu combustível. É o que vale a pena. É o que alimenta esse amor pelos romances.

2. De que maneira você descreveria o processo de escrita dos seus livros? Você faz algum tipo de pesquisa ou preparação?

A inspiração tem seu tempo certo para cada história. Ela vem e vai como num passe de mágicas. Não fico me forçando a escrever. Sempre fluiu naturalmente, no tempo que quis fluir. A gente encontra ideias em todo lugar, mas acredito que a inspiração ganha força na vida, no amor, nas experiências que adquirimos e, claro, sempre aprendemos muito com todas as leituras e estudos que realizamos. Sempre que concluo um livro eu pesquiso os fatos. Primeiro, deixo a criatividade livre. Em seguida, vou conferir datas, locais, circunstâncias. No momento em que a inspiração se vai, aí sim eu dedico meu tempo aos estudos, leituras e algum curso que possa fazer para aprimorar meu texto.

3- Qual é sua maior inspiração na hora de escrever um livro?

As histórias geralmente me envolvem e me inspiram pelo que são, pelos sentimentos e energia dos personagens. Gosto muito de ouvir musica quando estou inspirada. Elas me ajudam a embalar os romances.

4- O que você acha do cenário da Literatura Brasileira atual?

Acho que a Literatura Brasileira tem muito pela frente. Precisa evoluir. Dar mais espaço à arte literária. Estão comercializando demais a Literatura. Parece que tudo se tornou uma questão de quem vende mais agora e quem pode vender mais. Precisamos de novos leitores para os novos nacionais que não estão em destaque na mídia. Há lindas obras por aí, cheias de conteúdo e verdade, divertidas, envolventes, completamente ignoradas. E que sofrem preconceito mesmo sendo desconhecidas. Eu sei que tem lugar pra tudo e que cada um conquista seu espaço, mas vi na bienal do livro o público interessado mais em passear e consumir as ofertas das grandes livrarias, do que realmente conhecer os autores do país que ali estavam e seus trabalhos. Precisamos de mais leitores no todo. Leitores críticos e interessados. É preciso urgentemente que pais, responsáveis e educadores motivem nossas crianças e adolescentes a ler.

5- Quais os autores que te inspiram no processo criativo?

Não tenho um autor que me inspire no processo criativo. Mas sem dúvidas há muitos autores que admiro. Geralmente há uma pequena citação deles nas minhas histórias. William Shakespeare é um dos que mais cito.

6- Se você pudesse ser uma personagem dos seus livros qual você escolheria e por quê?

Se eu pudesse ser uma das personagens das minhas histórias eu escolheria a Aylá. Por quê? Ela é um ser humano cheio de luz e de amor, conversa com os animais, tem poderes especiais (e isso ajudaria bastante neste mundo em que vivemos, não é? 😉 e é uma jovem aprendiz. Amo o universo mágico de Centúrias. E uma história que tem uma energia top. Escrever esta série para mim é muito especial. Um presente da inspiração. 

Perguntas rápidas:

1- Uma música que te inspira: vou falar de uma que vem me inspirando a anos, pela própria letra: what a feeling, Irene Cara.

2- Um autor que te motiva: Rainer Maria Rilke, com a obra “Cartas a um jovem poeta”.

3- Nárnia ou Hogwarts? Nárnia.

4- Passado, presente ou futuro? Presente.

5- Livro físico ou ebook? Físico. Sou aquela leitora que gosta de pegar e sentir o livro.6- Deixe uma mensagem para seus leitores.

São vocês que me fazem continuar. Dedico meus livros a vocês. Aos futuros leitores, nossa, eu peço uma chance de mostrar o meu trabalho e que através das minhas histórias possam se entreter, viajar sem sair do lugar, sonhar, sorrir, enfim, que eu possa honrar essa arte tão maravilhosa que é a Literatura.

Luz e sucesso sempre!

Beijos!!!

Bruna Longobucco.

www.brunalongobucco.com.br

 

Resultado de imagem para plaquinha de volte sempre para blog